#ficadica 23jan

ANTES DE CASAR, VIAJE!

Postado por Marcela Paim

Sim, eu sei que tradicionalmente a lua-de-mel é depois do casamento em si. Mas eu não estou falando de lua-de-mel, estou falando de viagem mesmo. Calma, vou explicar melhor.

A lua de mel normalmente envolve um hotel mais bacaninha, uns jantares a luz de vela e um sonho de destino. Na lua-de-mel o casal está disposto a gastar um pouco mais ou já tem o orçamento considerando alguns luxos. Na lua-de-mel as duas partes envolvidas estão celebrando a escolha que fizeram, descansando dos preparativos do casamento e dispostos a sorrir nas fotos e não se importam de dormir até mais tarde alguns dias.

Viajar é passar perrengue, seja ele qual for. Pode ser que você seja o tipo de pessoa que escolha uma viagem-perrengue que envolva mochilão, ônibus e dormir acampado e se amarre. Mas pode ser que você seja do tipo de pessoa que prefere gastar um pouco a mais para ter alguns luxos. Mas ainda assim, você está vulnerável a passar perrengue.

Você conhece o tipo de viajante que você é, certo?!  Mas você conhece o tipo de viajante que a pessoa que você escolheu viver junto é?

A vida a dois na cidade de vocês é totalmente diferente e vocês já estão acostumados com a rotina e concessões que ela traz. Quando você viaja você saí da sua zona de conforto, quando a mala é extraviada ou quando a fome aperta.

Viajar com outra pessoa é descobrir a si mesmo e também ao outro.

Como é o humor do outro ao acordar mais cedo porque você quer chegar naquele castelo na hora que abre? Você está disposto a esperar enquanto seu parceiro lê todos os textos e legendas do museu? E aquela loja que você quer muito ir? E na hora da comida: fast food ou estrela Michelin? Vocês vão provar comidas típicas? Ou tem frescuras? E se o hotel que você escolheu for ruim? Você ama caminhar mas e se seu parceiro prefere pegar metrô? E se estiver um frio extremo? Ou um calor extremo? E se você tiver pavor de altura?

Eu aprendi com meus pais que uma viagem pode ser o termômetro para decidir se você pode viver ao lado de alguém. Antes de se casarem eles passaram um tempo viajando de carro pela Europa. Voltaram com muitas histórias para contar e a certeza de que queriam ficar juntos.

Se amizades podem ser afetadas por desentendimentos em viagem, imagina um relacionamento?

Por isso, não arrisquem: peguem o carro e passem o fim de semana em algum lugar ou planeje uma viagem mais longa – mas tenha certeza que você está casando com alguém que você ama mesmo quando a viagem é uma roubada e que principalmente ri com você ao lembrar das histórias que vocês viveram por aí.

Bjs, Marcela Paim