Projeto Noiva na Medida 05jan

Como ganhei peso – Projeto Noiva na Medida

Postado por Marcela Paim

Tá bem, não será fácil escrever sobre isso, mas decidi que era importante explicar como cheguei até aqui e como ganhei peso e resolvi entrar eu mesma no Projeto Noiva na Medida.

Eu sempre fui uma criança normal, mais para magra. Na adolescência, além de não parar quieta um segundo, eu dançava sapateado, não como hobby…profissionalmente. E isso me resultava 10, 12h de ensaios por dia em muitos momentos. Era extremamente prazeroso e fazia parte da rotina comer carboidrato “para aguentar a rotina intensa” ou simplesmente porque queria (e na época não fazia efeito algum!).

Festival de Joinville com Academia do Tap
Academia do TAP 20 anos

Com 17 anos, comecei a estudar para o vestibular e passava o dia todo fora de casa, comia nos restaurantes próximos da escola, e lanchava por lá também. Além disso, para compensar a tensão, começou a ter bala e chocolatinhos nos intervalos.

Passei pra faculdade e optei pelo segundo semestre e resolvi ir fazer um intercâmbio de 3 meses, com o meu namorado na época, em Toronto no Canadá. Ai o negócio desandou! Teve falta de adaptação com a família, parar de me exercitar, frio (!!!), a possibilidade de comer o que eu quiser… Se você nunca foi pra fora..eu te digo: lá, comer McDonalds e coca cola é mais barato do que se alimentar de forma saudável…e eu fui na onda, comendo tudo o que não costumava comer por aqui. Para completar a cereja do bolo, meu namorado terminou comigo durante a viagem! E a comida serviu de grande aliado nesse momento de tristeza e solidão. Tão comum isso né?

Fotos do Intercâmbio em Toronto (2006)

Acontece que durante a viagem, eu não sabia o que estava acontecendo…não percebia que estava ganhando peso, pois comprava roupas novas e estava sempre com um super casaco por cima, não aparecendo nem nas fotos a realidade. Mas ela estava ali. Foram 16 kg ganhos em 3 meses! Dezesseis!!!! Eu descobri quando cheguei no Rio e minhas roupas não cabiam mais. Desespero!

Consultei uma nutricionista, comecei a reeducação alimentar e cheguei ali a perder 5 kg! Como sempre quis fazer redução de mama, aproveitei essa pausa pré faculdade para fazer isso – apesar de estar super acima do peso, fiz uma cirurgia plástica na mama que nunca ficou como eu queria! Erro grave! Se arrependimento matasse…

Nessa época, eu já estava acima do meu peso “magro” mas ainda estava saudável…digamos assim. Continuei a reeducação alimentar e na época que não era nem um pouco cool levar marmita pra faculdade eu fiquei conhecida como garota da salada. Levava minha própria comida pra faculdade à noite e pro refeitório do estágio e não era nem um pouco legal lidar com os olhares tortos e os rótulos. (As pessoas se sentem no direito de se meter na nossa vida de uma forma, não é mesmo?) Hoje em dia, provavelmente eu estaria lançando tendência ou pelo menos encontraria minha turma, naquela época era mico total…mas eu sobrevivi. Depois de um tempo fui deixando…deixando e quando vi…fui ganhando peso de novo.

Eu também precisei de altas doses de corticóide (remédio do mal) para tratar uma doença de pele chamada dermatite atópica que me assombrou por uns belos anos, e isso me fez ganhar mais peso e reter líquido também.

Dali em diante nunca consegui voltar para o meu peso inicial pré intercâmbio, nunca meu corpo reagiu da mesma forma, nunca tive a mesma disposição, o mesmo fôlego…

Fui a 369 mil nutricionistas, li milhões de livros e artigos na internet, tentei entrar na academia uns 6 vezes, voltei pra dança, sai da dança, voltei pra dança de novo e sai da dança de novo…acho que umas 3 vezes, voltei pra academia e amei, depois de um tempo sai de novo….Entrei no muay thai…amei…depois de um tempo, não conseguia mais ir e sai. Pensei em fazer pilates. Pensei em fazer crossfit. Comecei a correr na praia e gostei. Mas faltava mais motivação. Comecei a treinar com o personal trainer para me motivar e funcionou. Tentei treinar de noite, tentei treinar de manhã…resolvi que ia treinar cada dia em um horário…e fui sobrevivendo essa guerra diária contra o peso até hoje. UFA! Não sei se você se identifica com essa inconstância…mas conheço tanta e tanta gente que passa por isso e se sente incompreendida…Você já se sentiu assim?

Correndo de Noiva – Corrida Vênus

No meio de todas essas dúvidas, tentativas e frustrações, descobri que estava com Resistência à insulina. Mais um dado pra piorar a situation da pessoa…

Mas estamos aqui, medicada, tratando e seguindo em frente…

Nesses anos, já fiz terapia, fiz coaching de emagrecimento, já fiz diário alimentar, metas e resoluções de ano novo…mas acho que nunca parei realmente para colocar isso em primeiro lugar como uma questão de saúde. Nunca coloquei metas específicas com datas e números…ou mesmo um objetivo final.

Começando a perder peso

Antes que isso surja por aqui, não tem (e não tenho!) o menor problema com quem está acima do peso e está bem com isso. A questão é que eu nunca estive. Nunca me aceitei por inteiro, sempre quis modificar, tive problemas de saúde relacionados à isso e reduzi minha qualidade de vida. Prometia que ia fazer diferente, que “esse ano ia ser diferente” mas eu não mudava…e por isso me motivei a começar o meu Projeto Noiva na Medida.

Agora tenho um programa de preparação física mara , com profissionais incríveis e sim, fiquei noiva!!! Isso da uma virada na nossa cabeça impressionante. Nunca quis tanto estar na minha melhor versão para aproveitar esse dia (e o resto da vida) com ele! Como se não houvesse amanhã. Nunca quis tanto construir uma família e sei que pra isso preciso me cuidar (como um todo!) e ai surgiu um “Por que não?”.

Fiquei Noiva

Isso aqui não será uma ditadura da beleza ou dos kg e cm’s perdidos! Isso aqui não será uma prova de que “Agora vai!”. Será só mais uma pessoa com dificuldades, problemas e sentimentos, tentando encontrar sua melhor versão. Por que não é só ter um programa de preparação física. Por que o programa (ou profissionais) podem ser maaaara, e ter resolvido a vida da sua amiga…mas se você não mergulha de cabeça, não funciona. Eu to aqui…na beirinha do morro, prestes a mergulhar de cabeça…com muita garra e disposição…e estou querendo dividir isso com vocês. Isso exige coragem, pode acreditar.

Sei que muita gente não tem saco e paciência para esse papo “fitness” e de “auto-estima” e tudo bem! Pula esses posts por aqui e tá tudo certo. rs Mas como sei que algumas meninas também estão vivenciando isso e eu adoro ler quando alguém divide de forma sincera sua opinião, resolvi abrir meu coração nesse processo para me dar ainda mais força a seguir em frente e quem sabe de quebra ainda poder motivar alguém. Ia ser incrível.

Então, vamos que vamos…que nos próximo post será a vez de mostrar as fotos atuais e o peso e medidas ! Também mostrarei a minha meta para esse Projeto Noiva na Medida.

Se você quiser me contar sua história ou falar sobre esse post, pode me enviar um e-mail para [email protected] ou escrever aqui nos comentários. Vou adorar saber que não estou sozinha nessa! 🙂

 

Bjs, Marcela Paim