#ficadica 15maio

Série: Maio – o mês das noivas! – {Lá vem a noiva} – Post 3

Postado por Marcela Paim

Chegou Maio! O mês das noivas! Um dos meses mais disputados para se falar de casamento!

Com a chegada de Maio estamos fazendo uma série aqui no Blog Noivas na Medida falando de alguns detalhes das tradições que envolvem o casamento e vamos liberar um post toda segunda-feira pela manhã sobre o assunto.

No Post 3 vamos falar sobre o por que a noiva usa branco e o surgimento das tradições do véu e grinalda. Você sabe? Se quer saber mais sobre o assunto,  vem com a gente…

5fc0292fcb1a355734a230d01a151b27

Nem sempre o vestido branco foi sinônimo de vestido de noiva. Até quase metade do século XIX as noivas usaram uma palheta de cores que incluía vermelho (cor bastante popular entre as noivas da Europa Ocidental), azul, amarelo, e até cores mais escuras como marrom, cinza e preto.

O vestido não era um ornamento que dependia somente do gosto da noiva como nos dias de hoje. Para as famílias mais ricas, o vestido, assim como o casamento, era uma forma de afirmar seu status para os convidados, o noivo e sua família. Lembrando que os casamentos naquela época não tinham o amor como seu alvo principal, e sim os interesses e/ou necessidades das famílias.

Queen_Victoria,_1847
Rainha Victoria {1847}

Foi a princesa Philipa da Europa que usou primeiro um vestido branco em seu casamento real. Mas foi no casamento da Rainha Victória, que também escolheu o branco para celebrar seu casamento por amor com o Príncipe Albert em 1840, que começou a tradição do vestido branco de noiva.

Ela escolheu o branco exatamente para fugir do tradicional e esta cor na época representava pureza e status pois demonstrava a sujeira no vestido se não fosse limpa adequadamente. Além disso, houve um motivo político para a escolha dessa cor pela rainha: Devido ao desenvolvimento industrial, as rendas passaram a ser bordadas em máquinas e os artesão estavam ficando sem emprego. Com o vestido de noiva, a rainha colocou centenas de artesãos trabalhando para ela por meses e gerou empregos.

Captura de Tela 2016-05-15 às 23.12.05 Captura de Tela 2016-05-15 às 23.11.58

A fotografia oficial do casamento da rainha Vitória foi publicada em vários meios, fazendo com que as noivas da época também escolhessem vestidos brancos em demonstração de devoção à rainha. A tradição continua até os dias de hoje pelas noivas.

Com o passar do tempo, o branco tornou-se o preferido, por transmitir pureza, castidade e inocência. Atualmente, além do champagne e marfim ou off white, algumas noivas inovam e usam vestidos coloridos, com toques de vermelho, azul e até amarelo.

Um outro detalhe super curioso, é que fã do músico Felix Mendelssohn, a rainha Vitória encomendou a ele uma composição especial. A música, que ficaria conhecida como “Marcha Nupcial”, foi composta em 1842. Ela ganhou fama ao ser usada para o casamento de uma das filhas da rainha Vitória.  { Baixe a marcha nupcial aqui}

6a0105356efbfd970b01543207c815970c-800wi

De onde surgiu a tradição de se usar véu?

Na Grécia antiga, as noivas adquiriram o costume de se usar o véu no dia do casamento com o objetivo de se se proteger de mau olhado e também de outros admiradores.

Os gregos acreditavam que a noiva era o alvo principal dos maus espíritos, e por isso deveria ser escondida através do véu, que chegava a tampar o seu rosto durante a cerimônia. Anos depois, este costume foi incorporado também pelos romanos e começou a se difundir pelo mundo.

O uso do véu pode ter vários simbolismos. Por exemplo, separar a vida da mulher antes e depois do casamento – a vida de solteira vs a vida de casada. A grinalda, quando começou a ser usada, servia para distinguir a noiva dos restantes convidados da cerimónia.

Na idade média, o véu era usado como peça do vestuário feminino e era sinônimo de nobreza. Apenas as mulheres casadas pertencentes à elite poderiam usar o acessório, que tinha a função de proteger os cabelos e a pele do sol. Nesta época, o tamanho do acessório era proporcional à riqueza da família , por isso as camponesas não tinham permissão para usá-lo.

O véu continua a ser uma das peças mais importantes do visual da noiva. As opções variam do curto ao longo, emendando com a cauda.

transparencia_noivas

Se você gostou de saber um pouco mais sobre essas tradições, deixe o seu comentário aqui para a gente! Vamos amar ler!

Bjs, Marcela Paim